OrganicsNet nas redes sociais:


 

Mãe terra

Grandes marcas apostam no segmento de alimentos orgânicos

Mãe Terra, criada em São Paulo, em 1979, em um negócio avaliado pelo mercado entre R$ 120 milhões e R$ 150 milhões. Quando foi comprada, o ritmo de expansão da Mãe Terra era de 30% ao ano. Em seu portfólio há uma linha de produtos com a chancela da chef natureba Bela Gil. Na época da compra, a Mãe Terra era a nona maior empresa do Brasil no segmento de alimentos e bebidas saudáveis, com 0,5% do mercado, dominado por gigantes como Nestlé, Danone, Coca-Cola e a própria Unilever.

Korin Agropecuária

Korin investe em fábrica para ração de frangos

investimento de R$ 16 milhões em fábrica de ração que privilegiará milho não transgênico. A empresa produz carnes orgânicas e livres de antibióticos, anunciou nova fábrica de ração, com capacidade para 6.000 toneladas/mês.

Ecobio

Pipoca Orgânica para Microondas – Ecobio

Depois de 3 anos de muito estudo, a ECOBIO desenvolveu a primeira pipoca totalmente orgânica para micro-ondas no Brasil e a primeira e única pipoca sem embalagem plástica do mundo.

Novo Citrus

Turismo Ecológico no Vale da Felicidade

A NOVO CITRUS lançou no dia 21 de maio um projeto turístico lúdico em parceria com outros dez empreendimentos. O projeto faz parte do circuito turístico Caminho do Coração, no Vale do Caí, também conhecido como Vale da Felicidade no Rio Grande do Sul.

 

Vitrine OrganicsNet

 

Guia do Produtor Orgânico

O guia conscientiza sobre como produzir alimentos sem substâncias químicas e em conformidade com os padrões sustentáveis.

Guia do Consumidor Orgânico

Saiba como reconhecer, escolher e consumir alimentos saudáveis!

 

Do chocolate ao vinho: amêndoas de cacau são incentivo à inovação de produtos

Há alguns anos, comer diretamente a amêndoa do cacau, de gosto forte e amargo, era algo quase impensável. Hoje, devido ao aperfeiçoamento da produção, com a seleção criteriosa do produto e adição de outros ingredientes, é possível não só ingerir a amêndoa pura, como também aproveitá-la para produzir vinhos, cachaças, cervejas, geleias e, claro, o próprio chocolate, que ganhou status de especial.

Como é uma horta de PANC na escola?

Esta publicação complementa o Guia de PANC – Plantas Alimentícias Não Convencionais para escolas e integra os materiais desenvolvidos no projeto Viva a Agroecologia em São Paulo. O objetivo principal é inspirar novas iniciativas e se espalhem por todo o Brasil. Eles tratam da possibilidade de a horta e a alimentação escolares usarem as PANC – Plantas Alimentícias Não Convencionais, que podem ser adotadas também nas diversas formas de hortas urbanas e rurais.

Guia prático de Plantas Alimentícias Não Convencionais

O objetivo do material é demonstrar que todas as escolas podem ter hortas com PANC, em diferentes dimensões e condições, adequadas a cada realidade, e que a natureza e a agroecologia podem proporcionar abundância alimentar, quando integradas ao cotidiano das escolas, capaz de enriquecer a alimentação dos alunos, o processo de aprendizado, as relações humanas e a cidade.

Tratamento ecológico impede a ferrugem na soja

Técnica impede que a disseminação da ferrugem nas lavouras agrícolas está sendo desenvolvido pela Amoéba, uma empresa francesa de produtos biotecnológicos. De acordo com a desenvolvedora, esse pode ser o primeiro produto desse tipo para controle da ferrugem asiática na soja. 

Cultivo de Fruteiras em Sistemas Agroflorestais

A degradação de recursos naturais como resultado dos desmatamentos na Amazônia tem sido um dos maiores problemas ambientais do final do século XX e início do século XXI. A alternativa concreta à degradação de recursos naturais, os sistemas agroflorestais (SAF) proporcionam um manejo dos recursos naturais de forma dinâmica e ecológica, que através da integração de árvores, fruteiras, cultivos anuais e/ou animais em pequenas propriedades, grandes fazendas e outros cenários, diversifica e aumenta a produção, promovendo benefícios econômicos e sociais para os usuários dos recursos naturais.

FNDE faz acordo com a SNA para promover a agricultura familiar

O Programa Nacional de Alimentação Escolar determina (PNAE) pretende alcançar a meta estabelecida na Lei nº 11.947, de 16/6/2009, para que 30% dos recursos do programa sejam gastos na compra de produtos da agricultura familiar, destinados à merenda nas escolas. Atualmente, esse número é de apenas 24% e metade das cidades brasileiras não cumpre a determinação.

Carrefour Brasil prevê crescimento de produtos orgânicos em 85% neste ano

Varejista espera que as vendas de alimentos orgânicos atinjam 500 milhões de reais até 2022. O Objetivo é capturar o interesse crescente dos consumidores por alimentos mais saudáveis e naturais.

Minhocultura produção de húmus – Embrapa Clima Temperado

Os agricultores familiares que iniciam um cultivo ecológico de hortaliças ou de frutas geralmente se deparam com um problema: como obter adubo orgânico para fertilizar as plantas? A adubação orgânica é um fator muito importante a ser considerado pois, em princípio, são requeridas grandes quantidades, que por sua vez representam grandes volumes e que, consequentemente, irão refletir em maior necessidade de mão de obra e custo mais elevado.

 

Veja Mais Notícias Observatório Orgânico