OrganicsNet nas redes sociais:


 

Técnicas

“PAIS” é destaque na Bahia

02/04/2012

Projeto de desenvolvimento social estimula a agricultura orgânica no Estado da Bahia. Denominado Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS), tem como principal objetivo estimular a agricultura orgânica, sem uso de agrotóxico, buscando melhoria na qualidade de vida, garantindo segurança alimentar e proporcionando sustentabilidade para as comunidades atendidas, através de uma tecnologia aprimorada na produção de alimentos saudáveis.

Projeto de desenvolvimento social estimula a agricultura orgânica

Famílias rurais de 19 municípios baianos farão parte do projeto Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS), que visa estimular a agricultura orgânica, sem uso de agrotóxico. A ação, desenvolvida pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), busca melhorar a qualidade de vida, garantir segurança alimentar e proporcionar sustentabilidade para as comunidades atendidas, através de uma tecnologia aprimorada na produção de alimentos saudáveis. Até junho, serão implantadas 132 unidades produtivas.

O projeto, que tem como parceiros o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Sebrae e prefeituras, foca o correto manejo dos recursos naturais, incentivando a diversificação da produção e evitando desperdícios. O sistema, que combina a permacultura e agricultura orgânica, é constituído de círculos, que tem ao centro um aviário com capacidade para criação de até 50 galinhas. Em torno dele há uma faixa composta de três canteiros de 1,20 m de largura para o cultivo de hortaliças protegidas pelo plástico e, à volta desta, outra faixa para plantio de legumes e outros alimentos. A partir daí, há o quintal das frutas, dividido em dois piquetes, nos quais as galinhas chegam para pastar depois de passar por um estreito corredor que liga o galinheiro ao quintal. O sistema conta com um sistema de irrigação por gotejamento que funciona por pressão natural da queda d’água e é alimentado por um reservatório com capacidade para cinco mil litros.
Amargosa – No município de Amargosa, onde estão sendo implantadas sete unidades produtivas, foi realizada capacitação das famílias de pequenos agricultores que serão contempladas pelo projeto. Manuel Ribeiro, de 45 anos, produz cacau, dendê, mandioca, aipim e banana, mas nunca fez horta. “Antes, jogava o adubo fora. Depois desse curso aprendi muito como utilizar a terra, desde o momento da preparação até chegar aos alimentos sem agrotóxico. Minha família vai se alimentar bem e a renda vai aumentar”, disse confiante. Outras 32 famílias rurais da região, incluindo ainda Jiquiriçá, Lage, Ubaíra e Mutuípe, também foram capacitadas para implantação do projeto.

“É muito importante para o agricultor aprender técnicas agroecológicas para que possa sobreviver na propriedade produzindo, para a família, alimentos de qualidade, além de poder vender o excedente”, afirmou o engenheiro agrônomo e instrutor do Sebrae, Nivaldo de Amorim.

O secretário de Desenvolvimento Social, Carlos Brasileiro, destacou que o projeto, além de enfocar a necessidade de produzir e melhorar a renda familiar, ensina como fazer isso respeitando o meio ambiente, proporcionando um novo modelo de vida e para as famílias beneficiadas. Os pequenos agricultores estão sendo capacitados em produção agroecológica, segurança alimentar e nutricional e aproveitamento integral dos alimentos, além de associativismo e comercialização. “O objetivo é que os beneficiários sejam disseminadores deste sistema”, afirmou.

As famílias assistidas pelo projeto, nos territórios de Brumado e Jiquiriçá, são beneficiárias do Programa Bolsa Família e devem apresentar área em torno de 0,5 hectare, com presença de luz solar na maior parte do dia, disponibilidade de água para utilização no sistema de irrigação por gotejamento e energia elétrica. Todos os equipamentos necessários estão sendo implantados pelo governo nas comunidades.

Fonte: Governo do Estado da Bahia

 

Tags:
, , , ,

 

 

Deixe seu comentário!

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.