Mercado

Cresce o consumo de orgânicos no Japão

A economia japonesa experimentou um bom desempenho no primeiro trimestre de 2012; o mercado de orgânicos, em particular, continuou a crescer. Com um volume estimado em 1,3 bilhão de dólares, os orgânicos têm sido responsáveis por, aproximadamente, 1% do mercado total de alimentos japonês. Pesquisas, parte do Projeto de Pesquisa do Mercado Orgânico 2010 e 2011, revelaram que os consumidores japoneses atribuem grande valor a alimentos saudáveis, de alta qualidade, e que o termo “orgânico” é conhecido por 97% deles. 65% dos consumidores japoneses pesquisados indicaram já ter consumido produtos orgânicos. 60% dos compradores de produtos orgânicos, que compram várias vezes por semana ou quase todos os dias, são maiores de 50 anos. Das pessoas entre 30 e 40 anos, 32% compram produtos orgânicos pelo menos uma vez por semana. Quanto à renda dos consumidores,  20% das famílias que compram produtos orgânicos têm mais de 100.000 euros por ano à sua disposição, 33% estão na faixa de renda entre 40.000 e 70.000 € . Conclusão: a classe média, que tem uma ampla base no Japão, e as pessoas com maiores salários, formam a principal clientela dos produtos orgânicos.

O crescimento de um mercado depende, em grande parte, da disponibilidade do produto e do número de pontos de venda desse produto. No mercado orgânico japonês, esses dois aspectos desfrutam de um desenvolvimento muito positivo. No Outono de 2011, a empresa Mie Project, importador japonês e atacadista de produtos orgânicos, abriu sua primeira loja com o nome de Choosee, em Tóquio. Desde a Primavera de 2012, Mie forneceu às lojas Muji, uma vasta marca de orgânicos. O fundador, Mie Duco Delgorge, deseja criar mais opções para a compra de produtos orgânicos, em todos os formatos comerciais. Seus clientes incluem mais de 800 pontos de venda, que vão desde lojas de alimentos orgânicos e tendas de mercado, até supermercados e lojas de departamento, delicatessens e lojas online.

Os produtos orgânicos de Sonnentor, produtor austríaco especialista em ervas, também estão representados em Tóquio, desde Outono de 2011. O Omochabako abriu a primeira franquia Japanese Sonnentor, que oferece café gourmet Sonnentor, e permite que até mesmo um comprador ocasional possa conhecer o sabor e as vantagens da comida orgânica. Cooperativas como o Seikatsu club de consumidores (SCCCU), fundada em 1965, conta com mais de 300.000 membros e cerca de 30 cooperativas regionais, contribui para a crescente gama de produtos orgânicos. Suas atividades incluem a compra direta dos produtores e transformadores, bem como a distribuição regional de alimentos orgânicos. Em cerca de 200 armazéns, aproximadamente 3.000 produtos orgânicos estão disponíveis para venda aos membros da cooperativa.

Os cosméticos naturais ocupam uma posição especial no mercado japonês, tornando-se cada vez mais populares. Uma série de empresas européias estão representadas no mercado japonês.

Leia a notícia completa, em inglês: BioFach Japan 2012: New Trading concepts boost the organic market

Fonte: Organic Market-Info

Be Sociable, Share!

Tags:
, , , ,

Deixe seu comentário!

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

 
Comunidade
Notícias
Entre em contato!
Acompanhe também:

 

OrganicsNet. Av. General Justo, 171 - 7° andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Telefone: +55 21 2282 5157