OrganicsNet nas redes sociais:


 

Notícias

Funasa quer colaborar com a produção orgânica

04/03/2013

Visando novas parcerias a Superintendência Estadual da Funasa no Mato Grosso do Sul (Suest/MS) se reuniu, no dia 21 de fevereiro, com representantes do Ministério da Agricultura para debater a Educação em Saúde Ambiental e a produção orgânica, fomentando o agronegócio em comunidades do estado com a orientação da Fundação, no que contempla a Educação em Saúde Ambiental.

Apoio será dado por meio de Educação em Saúde Ambiental em comunidades/ Foto: Suest/MS

Participaram do encontro membros do Serviço de Saúde Ambiental (Sesam) da Suest/MS, o presidente da Comissão da Produção Orgânica (CPOrg) em Mato Grosso do Sul, Maurício Pecantet, e seu vice, Augusto Farias, que discutiram maneiras de colocar em prática o desenvolvimento agrícola de pequenas comunidades. A criação de cooperativas entre membros das localidades foi uma das alternativas citadas.

A CPOrg pretende, em conjunto com a Funasa por meio da Suest/MS, desenvolver a produção  e expansão de produtos orgânicos. As ações pretendem sensibilizar produtores, consumidores e gestores quanto à produção, consumo, distribuição, comércio e compra de hortaliças, envolvendo no processo órgãos públicos e instituições privadas.

A dinâmica do projeto começará com a Fundação orientando as comunidades com trabalhos de Educação em Saúde Ambiental, que poderão ser desenvolvidos com as verbas destinadas pela Funasa às prefeituras para essa área. E para dar prosseguimento, foi pensado em uma logística de produção sobre a aceitação e como os orgânicos entrariam no mercado.

Propostas para o desenvolvimento do projeto serão apresentadas para as comunidades, e a Fundação solicitará a manifestação dos municípios sobre os anseios que possuem na área. Augusto Farias afirma que “trabalhando com os pequenos a coisa flui, a parceria de projetos e interesses entre Ministério da Agricultura e Funasa une as ações de forma técnica e busca a sustentabilidade através dos orgânicos”.

O chefe do Sesam, Antonio Vilharva, relata que a Funasa cuidaria da parte educativa no projeto, enquanto o Ministério da Agricultura organizaria as questões legais que diz respeito ao produto e a importância dele nesse processo. Ele destaca que foi decidido que o primeiro município convidado a participar, será Jaraguari, por ter uma diversidade em localidades que podem ser trabalhadas (assentamentos, comunidades quilombolas). Além disso, o local já recebeu três trabalhos na área: Análise e diagnóstico na questão dos resíduos sólidos urbanos, audiência pública com o mesmo tema e a 1ª Gincana Comunidade Mais Limpa, a qual foi realizada na comunidade quilombola Furnas do Dionísio.

O superintendente estadual da Suest/MS, Pedro Teruel, observa que a escolha de um município não fecha as portas para os demais, que serão procurados conforme o andamento dos trabalhos. “A Funasa viu nessa ação uma oportunidade de fomentar e estimular o desenvolvimento através de uma produção de qualidade, utilizando a orientação de nossos técnicos em Educação em Saúde Ambiental, o que com certeza levará o projeto a excelentes resultados”, afirma Teruel.

Fonte: Funasa

leia mais

Governador de São Paulo cria linha de crédito para agricultores orgânicos

Dica para o sábado: Feira do Ibirapuera

Mercado em expansão: alimentos orgânicos para bebês

CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK TWITTER

 

Tags:
, , , , ,

 

 

Deixe seu comentário!

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.