OrganicsNet nas redes sociais:


 

Certificação

Produtores orgânicos são certificados em Mato Grosso

23/12/2014

 logo_ecocert_op_600x600

  O mercado mato-grossense ganha 12 fornecedores de produtos orgânicos certificados pela Ecocert Brasil. Os agricultores certificados são de Rosário Oeste, Várzea Grande, Poconé e Cuiabá e produzem folhas, legumes e frutas. Eles participam do projeto “Sebrae-MT – Território da Cidadania na Baixada Cuiabana” e fizeram adequações no plantio e em procedimentos exigidos pela organização, que é uma certificadora fundada na França há 20 anos e respeitada no mercado internacional e nacional. A Ecocert atua no Brasil desde 2001. A área das propriedades rurais certificadas no Estado é de, em média, cinco hectares.

  Os produtos serão identificados com o selo. Para chegarem a esse patamar, os produtores da baixada cuiabana receberam capacitações e consultorias ministradas pelo Sebrae no Mato Grosso desde o início do ano, para se adequarem às exigências da Ecocert Brasil.

Depois da certificação, inspeções sem aviso prévio da certificadora continuam, durante as quais mostras de solo e folhas são coletadas e submetidas a análises laboratoriais. Tudo o que ocorre nas plantações deve ser anotado para que o auditor da certificadora verifique nas visitas às propriedades. Um Plano de Manejo Orgânico (PMO) deve ser elaborado e aplicado nas plantações.

A condição do solo é essencial para iniciar o cultivo de produtos orgânicos. Se tiver recebido defensivos químicos antes é necessário suspender a utilização do solo por, no mínimo, um ano até que ele esteja sem vestígios de agrotóxicos para iniciar o plantio.

Todos os utensílios, como ferramentas e ingredientes usados na plantação, devem seguir as exigências da certificadora e serem exclusivos dos plantios orgânicos. Uma barreira deve ser plantada nos limites da propriedade para impedir a contaminação da produção seja por pragas, resíduos químicos das áreas vizinhas, entre outros. Se o agricultor deixar de cumprir as exigências pode ter o selo Ecocert Brasil cancelado.

MERCADO

  A agricultura orgânica está em alta, pois fornece alimentos de qualidade e mais saudáveis aos consumidores. Os produtores orgânicos recebem de 20% a 40% a mais em relação à agricultura convencional.

No ano passado, o Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento apontou crescimento do número de organismos avaliadores de conformidade de 22% em relação a 2012. Esse dado reflete o aumento da produção orgânica no País. O número saltou de 5,5 mil para 6,7 mil agricultores e mais de 10 mil unidades de produção desse tipo no Brasil no ano passado. Na região Centro-Oeste aumentou de 247 para 269 produtores no mesmo período – 107 são de Mato Grosso.

No Brasil esse segmento cresce a taxas de 30% a 40% ao ano e deve movimentar R$ 2 bilhões este ano, de acordo com dados da Federação Internacional de Movimentos de Agricultura Orgânica. Segundo estimativa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), mais de 50 mil produtores agrícolas não praticam agricultura orgânica no País.

Fonte: Agência Sebrae de notícias

 

Tags:
,

 

 

Deixe seu comentário!

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.