OrganicsNet nas redes sociais:


 

Notícias

Produtores rurais investem em plantio de orgânicos

18/11/2015

ro

Durante um ano, biólogos da Uneagro – uma cooperativa de engenheiros agrônomos e profissionais em desenvolvimento rural e ambiental para prestação de serviços ao mercado catarinense – instruíram 30 famílias de Timbé do Sul e Ermo na produção de produtos orgânicos, aqueles cultivados sem uso de agrotóxicos.

O resultado vai gerar a partir de agora resultados para a renda familiar destes produtores, que até 2009 só trabalhavam com fumo e entressafra de feijão e milho. As nove famílias de Timbé do Sul e as 21 de Ermo tiveram orientação sobre artesanato, alimentação natural, biofertilizantes, meliponicultura, homeopatia animal e vegetal.

“Instruímos e deixamos eles com ferramentas para o trabalho agroecológico, sendo esta uma alternativa de mercado. Todo o processo exige ação de conversão de área para certificação de orgânicos, conforme a lei de agroecologia. Os resultados já estão aparecendo”, avalia a bióloga Cintia Karina Elizandro.

Ela e o também biólogo Edison Luiz da Silva fazem parte do Programa de Diversificação em Áreas Cultivadas com Tabaco, que auxilia os produtores a agregar atividades orgânicas para garantir nova fonte de renda.

Uma associação foi criada para incentivar as famílias a entrar no programa. A Associação de Agricultores e Ecologistas Vida Nova agora trabalha com banana, pitaya e hortaliças orgânicas, que, ao aderirem à prática com a assistência técnica dos biólogos e o certificado, garantem mais venda.

“A associação faz com que eles tenham um custo mais baixo nas despesas. É um desafio porque são polos diferentes. Mas é um público motivado”, contou Silva.

Adequação da propriedade

Os agricultores tiveram que adequar as propriedades para a nova prática de plantio. O plantio de frutas, por exemplo, não pode ter agrotóxicos nem produtos químicos por pelo menos um ano e meio. “Eles têm cinco anos para fazer estas adequações”, explicou o biólogo.

Já para ter o certificado, dentre as exigências, estão o não uso de transgênicos, caso contrário a propriedade perde o aval.

Variedade de produtos

Os produtores Nilto Anelli e Maria de Fátima Batista Anelli, de Timbé do Sul, aderiram ao plantio de orgânicos. Cultivam hoje na propriedade deles milho, pitaya, feijão, amendoim, batata, laranja, bergamota, limão, uva e pitanga.

O casal acredita nos resultados. “Ano passado vimos que podíamos fazer mais. O orgânico nos dá mais possibilidades econômicas. Se der certo, queremos trazer nossos filhos dos empregos que estão para trabalharem conosco. Vamos crescer cada vez mais”, salientou Maria.

Pitaya para venda

Também em Timbé do Sul, o casal Adenir e Armelinda Turossi iniciou o plantio da pitaya no dia 6 de agosto de 2013. Com instruções dos biólogos, ainda na primeira chamada, o casal foi se adequando e iniciou o plantio.

A família começou com o autoconsumo, mas atualmente os planos são de venda da pitaya. Na propriedade são mais de 700 pés, sendo um dos objetivos o plantio de mais de 1000. “Estamos ansiosos. Esta pode se tornar uma alternativa de renda para nós, além de gostarmos desta nova prática. Nós plantamos acreditando no sucesso da venda da pitaya. Queremos ser referência em Timbé do Sul”, declarou Adenir.

Fonte: Portal SATC

 

Tags:
, , ,