OrganicsNet nas redes sociais:


 

Login Cadastre-se!

Notícias

Conheça a Organic Valley, cooperativa criada por produtores orgânicos

26/10/2017
Foto: CI Orgânicos/OrganicsNet

Foto: CI Orgânicos/OrganicsNet

A Organic Valley é a maior cooperativa independente mundial de produtores familiares orgânicos e um dos maiores produtores e distribuidores de produtos orgânicos, produtos lácteos, soja e ovos dos Estados Unidos. O conselho administrativo da cooperativa é totalmente formado por produtores, sendo um ótimo exemplo do que as pessoas são capazes de fazer quando trabalham juntas.

“Nossos amigos e vizinhos da região de Coulee foram descartados por um sistema agrícola falido e nos disseram para ‘ficar grandes ou sair’. A agricultura industrial e química era a única opção existente para a sobrevivência. Não importa seus efeitos sobre a nossa saúde, nossos animais e nosso meio ambiente”, afirma a cooperativa em seu site.

A ideia de criar uma cooperativa orgânica surgiu há trinta anos, quando sete produtores orgânicos dos Estados Unidos decidiram que os produtores deveriam ser bem pagos e que os alimentos deveriam ser produzidos de maneira saudável. A partir daí, eles se uniram e deram início à cooperativa Organic Valley.

No início, eles não ganhavam muito (US$ 5 por hora, aumentando depois para US$ 7). Apesar das adversidades, os produtores acreditaram no sonho e atualmente vivem bem, fazendo aquilo que amam, através de uma rede de apoio de sucesso. “Não queríamos ser produtores industriais e químicos. E não queríamos estar à mercê da agricultura corporativa. Sabíamos que tínhamos algo. Então, um produtor, George Siemon, colocou cartazes nos chamando para essa união. E, assim, nós nos unimos. Os produtores familiares encheram o tribunal do condado e todos nós concordamos: era preciso achar um caminho melhor – de forma mais sustentável – para continuar produzindo como sempre fizemos. De forma a proteger a terra, os animais, a economia e a saúde das pessoas. E foi assim que nasceu nossa cooperativa”.

 “Estávamos em uma missão para mudar a forma como as pessoas pensam sobre a comida. Nós estabelecemos altos padrões orgânicos para nós mesmos – padrões que eventualmente serviram como estrutura para as regras orgânicas do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Começamos com vegetais orgânicos e reunimos nossas culturas para vender nas comunidades locais. Daí o nome de CROPP (Coulee Region Organic Produce Pool).

Antes mesmo de ter passado um ano, começamos a vender produtos lácteos orgânicos. E as pessoas notavam a diferença. Nossas comunidades locais começaram a preferir o nosso leite premium e orgânico e percebemos que estávamos certos sobre uma coisa: as pessoas queriam comida de qualidade.

A demanda por nossos alimentos orgânicos cresceu rapidamente, aumentando também o interesse dos agricultores em se juntar a nossa cooperativa. Produtores familiares em todo o país queriam fazer parte desse movimento próspero. Mas, à medida que nos expandimos da região de Coulee, ficou evidente que precisávamos de um nome, de uma marca. Afinal, não poderíamos continuar chamando nosso queijo de CROC (Coulee Region Organic Cheese)”.

Site – Organic Valley

Após adotar o nome Organic Valley, a cooperativa logo se tornou a principal produtora de lácteos orgânicos dos Estados Unidos.

“Agora, após 29 anos nos negócios, continuamos a produzir alguns dos produtos lácteos orgânicos da mais alta qualidade, legumes, soja e ovos. Mas a nossa missão de criar um futuro saudável nunca acabará”.

Site – Organic Valley

Fonte: BeefPoint

Veja outras matérias similares:

Os números da produção orgânica nos EUA em 2016

Apesar do crescimento, setor orgânico ainda enfrenta desafios

Alimentos orgânicos enfrentam problema de escala devido ao valor elevado

 

Tags:
, , ,