OrganicsNet nas redes sociais:


 

Notícias

Biofach termina com saldo positivo para os agricultores brasileiros

26/02/2018
Biofach 2018, evento realizado em Nuremberg (Alemanha). Foto: Sylvia Wachsner

Biofach 2018, evento realizado em Nuremberg (Alemanha). Foto: Sylvia Wachsner

Depois de quatro dias de fóruns, novos sabores e negociações, a Biofach 2018, chegou ao fim, no último sábado (17). Considerada a maior feira de produtos orgânicos do mundo, o evento aconteceu em Nuremberg, Alemanha. Neste ano, a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) pode proporcionar a ida de nove cooperativas brasileiras, que foram selecionadas por meio de chamada pública e levaram para a Europa os sabores típicos do país.

No estande Brasil – Family Farming estavam presentes os seguintes empreendimentos brasileiros: Cootap, Coopfam, Cooperacre, Coodapis, Fazenda Bacuri, Reca, Weber Haus, Frutiperola e Coopercuc. Os produtos apresentados foram arroz, café, castanha-do-brasil, mel, geleias, licores, polpas e cachaças.

Com a participação na feira, os agricultores realizaram 223 contatos comerciais, e o volume de negócios fechados e prospectados foi de USD 2.390.000,00 (dólares), o equivalente a mais de R$7.710.700,00 milhões no câmbio atual. Vale ressaltar que a Alemanha, é o segundo maior país em mercado de orgânicos do mundo, e movimenta anualmente cerca de EUR 8.6 bilhões (euros) no setor.

A Sead, em parceria com a Agência de Cooperação Alemã (GIZ), no âmbito do projeto “Mercados Verdes e Consumo Sustentável”, apoiado pelo consórcio ECO Consult-IPAM, organizou rodadas de negócios para os nove empreendimentos da agricultura familiar.

Mulheres Rurais

O ano de 2018 foi dedicado, pela Organização das Nações Unidas (ONU), à mulher rural para ressaltar seu papel na economia agrícola. Intitulado como Ano da Mulher Rural que tem como objetivo, durante esse período, discutir prioritariamente os desafios para se alcançar a igualdade de gênero e o empoderamento da mulher do campo. Para ressaltar a importância da pauta para a Sead, a portaria do Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf), está sendo reformulada, com vistas a incluir o selo Mulheres Rurais, visando a identificação para os produtos por elas produzidos. A previsão é que a nova portaria onde está instituído o selo Mulheres Rurais  seja divulgada no Diário Oficial da União (DOU) ainda este mês. (Para saber mais clique aqui.)

Na Biofach, a valorização também foi trabalhada. O secretário especial da Sead, Jefferson Coriteac, destaca o papel da mulher no evento. “Para nós da Sead é muito importante a participação das mulheres em todas as ações, principalmente da trabalhadora rural. Logo, para a feira, mais de 50% dos expositores brasileiros são mulheres.”

Expectativa

Neste ano, dos nove empreendimentos selecionados, três nunca haviam participado da Biofach: a Fazenda Bacuri, o Projeto Reca e a Frutipérola. As expectativas eram grandes e foram alcançadas. Os representantes participaram de visitas técnicas (leia mais aqui), expuseram seus produtos e trocaram informações e conhecimentos com outros expositores.

Para a representante da Fazenda Bacuri, Hortência Osaqui, 50 anos, a Biofach foi uma oportunidade única. “Nos mostraram um universo de possibilidades para empreendimentos da agricultura familiar, pensando na questão da sociobiodiversidade em que os nossos municípios, e a nossa região estão inseridos. Tivemos a chance de ver o quanto a gente pode expandir, crescer, não apenas economicamente, mas também para conhecer um pouco mais desse mundo orgânico.” Além disso, Osaqui adiciona que foi uma prospecção comercial interessantíssima. “Fui embora com o sentimento de orgulho. Muitas pessoas de vários países tiveram interesse nos nossos produtos com frutos típicos paraenses.”

A mesma emoção foi sentida pelo representante do Projeto Reca, Hamilton Condak. Ele destaca que a participação na feira não é importante somente pela comercialização, mas também, para mostrar os produtos de uma pequena comunidade amazonense. “Nós tivemos a oportunidade de nos relacionarmos com várias pessoas de diferentes nacionalidades e trocar conhecimentos.”

Condak complementa que deixaram dois negócios fechados. “No próximo ano, essas negociações irão gerar cerca de R$ 1.500.000,00.  Negociamos com potenciais clientes da Alemanha, da Áustria, do Brasil e da Bolívia. Esperamos também participar no ano que vem, porque o compromisso de um trabalho é você dar continuidade”.

Fonte: Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário – MDA

Veja outras matérias similares:

SNA mostra na Alemanha o impacto das tecnologias no agro brasileiro

Fabricante de alimentos embalados a vácuo aposta no crescimento do mercado externo

Carimbo de validade em ovos orgânicos oferece mais tranquilidade ao consumidor

 

Tags:
, , ,