OrganicsNet nas redes sociais:


 

Acontece. Técnicas

SNA participa de seminário de produção orgânica no Rio Grande do Norte

24/10/2019

A diretora da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) e coordenadora do Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos), Sylvia Wachsner, participou, a convite do Sebrae do Rio Grande do Norte, do II Seminário de Produção Orgânica, realizado no dia 15 de outubro, em Natal.

Ao abordar o tema “Tecnologias Digitais e Bioeconomia na Agricultura 4.0”, Sylvia falou sobre o uso da tecnologia na produção agropecuária e mostrou como as inovações podem ser utilizadas por pequenos produtores e também por produtores familiares.

A diretora da SNA disse que o uso da Inteligência Artificial, por exemplo, é importante para a classificação das carcaças bovinas e que a implantação da tecnologia de Blockchain é capaz de garantir a rastreabilidade da produção ao consumidor.

“Utilizar o acompanhamento, em tempo real, com imagens, proporciona aos consumidores informações detalhadas e intensifica a transparência do processo. O uso de Blockchain é essencial no corte dos custos de transação e na redução de intermediários”, destacou Sylvia.

Além disso, ela citou exemplos de máquinas e equipamentos interligados dentro de plataformas que fazem uso da Internet das Coisas (IoT), e mencionou o uso de sensores para a obtenção de dados sobre solos, pragas e insetos.

Por fim, a diretora da SNA ressaltou a importância da análise de dados coletados de compradores e consumidores como ferramentas de vantagem competitiva das empresas para desenvolver novos produtos, observar o comportamento dos consumidores e promover estratégias de marketing.

Casos de sucesso

Participando do seminário, o produtor e empresário Joe Valle, da Fazenda Malunga, falou sobre seu empreendimento no Distrito Federal (DF), com mais de 50 hectares de plantação irrigada de hortaliças orgânicas, onde o solo é tratado com bokashi (composto orgânico) e a adubação se origina dos currais e da produção.

Recentemente, a Fazenda Malunga – que é considerada uma das referências nacionais na produção de hortaliças orgânicas – inaugurou sua quarta unidade de comercialização de alimentos em Brasília e pretende continuar sua expansão nas principais cidades do país. Os produtos (que incluem ainda laticínios) são comercializados no DF e  distribuídos, com marca própria, para os principais varejistas nacionais.

Também presente ao evento, o agrônomo Rogério Leischewitz, consultor em produção orgânica e projetos agroflorestais, relatou suas experiências em Mato Grosso e ressaltou que “o produto orgânico deve ser saudável, sustentável, ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito”.

fonte: SNA

 

Tags:
, , , , ,