OrganicsNet nas redes sociais:


 

Mercado

Cresce o delivery de alimentos orgânicos

04/11/2019

 

A demanda por alimentação orgânica está em alta, nutrida pela busca crescente dos consumidores por hábitos saudáveis à mesa e por mais qualidade de vida. Mas, diante das opções limitadas e às vezes mais caras nos supermercados, como fazer chegar ao consumidor urbano os legumes, verduras, frutas, alimentos de origem animal e outros itens produzidos sem fertilizantes e defensivos químicos, com respeito ao meio ambiente? O caminho passa pelo delivery, com a conexão de compradores a produtores graças à tecnologia digital.

O consumo nacional de orgânicos rendeu R$ 4 bilhões em 2018, segundo o Ministério da Agricultura, baseado em dados do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis). O faturamento, superior em 20% ao do ano anterior, faz do País o maior produtor da América Latina, com 1.1 milhão de hectares cultivados.

No mundo, estima a Federação Internacional de Movimentos da Agricultura Orgânica (Ifoam), esse mercado faturou US $97 bilhões em 2017, liderado por Estados Unidos, Alemanha, França e China.

Paralelo ao aquecimento da procura, a oferta também se expande, como mostrou o IBGE no último censo agropecuário: de 2006 a 2017, o número de propriedades rurais certificadas para a produção orgânica subiu de 5.100 para 68.700, um salto de 1.200%.

Conectar a capacidade produtiva da roça ao consumo potencial da cidade tornou-se, assim, um terreno fértil para iniciativas empreendedoras como a Orgânicos in Box, que entrega cestas orgânicas e itens avulsos em domicílios do Rio de Janeiro e de Niterói.

O negócio foi criado em 2014 pela economista Aline Santolia, que se inspirou no acesso facilitado aos orgânicos nos Estados Unidos. Com produtos da Região Serrana e base de operações na garagem de casa, no Cosme Velho, ela montou um grupo de clientes numa rede social e iniciou a entrega usando o próprio carro. Hoje, a empresa tem 40 produtores certificados e 600 clientes, entrega dez toneladas por mês e despacha de seu galpão, na Praça da Bandeira, 400 cestas por semana, movimentando em torno de R$ 160.000,00 mensais.

Sócio da Orgânicos in Box, o também economista Filipe Aguiar estima que o ingresso nesse mercado requer cerca de R$ 50.000,00 de investimentos em infraestrutura de logística e armazenamento, plataforma digital na internet e capital de giro. O retorno acontece em 24 meses, em média. “O mercado tem potencial, aliando a conveniência à preocupação com a saúde e a sustentabilidade e oferecendo um preço justo ao produtor”, afirma. A Orgânicos in Box está em busca de parcerias com investidores para continuar crescendo.

Startup Premiada

Em São Paulo, a gigante de delivery orgânico Raízs também nasceu numa garagem, como startup, em 2014. O engenheiro e consultor Tomás Abrahão testou o modelo de negócio por 18 meses e lançou definitivamente a empresa em maio de 2016, investi do R$ 20.000,00. Com taxas anuais de crescimento na casa dos 300% e uso intensivo da tecnologia, o negócio ganhou o prêmio de R$ 1.4 milhão da Creator Awards, na categoria Empreendedor, em 2018. A premiação é uma iniciativa que a WeWork promove em diferentes países para reconhecer ações inovadoras.

A Raízs tem hoje 16.000 clientes cadastrados e atende a mais de 10.000 pedidos online de entregas na Grande São Paulo, que somam 1.700 toneladas de orgânicos por ano. Com galpões no Butantã e em Pinheiros, a empresa oferece 2.400 itens, de 830 produtores e cooperativas de vários estados. “A ideia é resolver o problema não só de acesso aos orgânicos, mas também de qualidade e valorização de toda a cadeia produtiva”, afirma Abrahão.

O fundador da Raízs observa que não há barreira de entrada nesse mercado, mas iniciativas de porte reduzido só se tornarão viáveis se houver perspectivas de expansão. “Há vários players pequenos que crescem até faturar R$ 30.000,00, R$ 40.000,00, passam por estagnação durante alguns meses e depois desistem. É uma cadeia que precisa de volume”, salienta. Ter escala de operação, afirma Abrahão, é vital para consolidação empresarial de um delivery de orgânicos.

fonte: Jornal O Globo

 

Tags:
, ,