OrganicsNet nas redes sociais:


 

Categoria: ‘Artigo’

Artigo: A indústria alimentícia passa seu cardápio a limpo para crescer em um mundo que já não engole qualquer coisa

Hoje, em uma fronteira, já há aqueles que querem tudo o mais natural possível, de preferência orgânico. Em outra, estão os que desejam apenas os nutrientes, e que esses sejam apresentados em formato prático, para que a refeição se encaixe na rotina acelerada, com rotulagem clara. Sem aditivos, sal, açúcar e gordura. Num outro front demográfico, estão aqueles que esperam, e por vezes exigem que pequenos produtores tenham sido envolvidos na cadeia e recebido remuneração justa. E não nos esqueçamos dos que prezam a responsabilidade ambiental em todas as etapas da cadeia, do cuidado com os animais à possibilidade de reciclar a embalagem.

Uma reflexão sobre o uso dos termos “sustentável” e “regenerativo”

Um exemplo claro dessa questão é o projeto de regeneração do Platô de Loess na China nos últimos 15 anos. Usando práticas regenerativas, os agricultores agora são capazes de cultivar grandes quantidades de alimentos, a paisagem antes árida é novamente preenchida com vida vegetal saudável e diversificada, e mais água é retida e absorvida pelo solo da terra.