Alimentos sustentáveis e saudáveis

Num recente artigo publicado no Portal Dia de Campo, o ex-Ministro da Agricultura e membro da Academia Nacional de Agricultura, Dr. Roberto Rodrigues, aponta as novas tendências da indústria alimentícia: “lançar novidades com ênfase para produtos sem aditivos, sem preservativos ou conservantes, antialérgicos, com baixa caloria e orgânicos. Também há um crescente mercado para vegetarianos, alimentos livres de glúten, éticos (produzidos sustentavelmente, inclusive nas embalagens), étnicos (como alimentos Kosher) e práticos (para microondas).”

A sustentabilidade, cada vez mais incorporada ao vocabulário dos produtores rurais, está convertendo-se na base de novas tecnologias. “No mundo global,” aponta Rodrigues, “a demanda por alimentos saudáveis são de dois tipos: nos países  emergentes, onde a renda per capita aumenta mais em relação à média mundial, as pessoas estão comendo mais e nos países desenvolvidos estão comendo melhor.”

Organicsnet-mai-10A rede OrganicsNet é um exemplo. Seus participantes são pequenas e médias empresas e cooperativas de agricultores familiares que comercializam alimentos orgânicos através do pequeno e grande varejo brasileiro cujas características atendem a essas novas tendências.

Quanto ao lançamento de novos produtos no Brasil, o país está numa excelente posição: empatado com a Alemanha, à frente do Reino Unido e da Índia e China em dados de 2009.

Leia a íntegra do artigo:  Sustentabilidade e saudabilidade

Share your thoughts