Artigo analisa o café do cerrado mineiro

O Agrônomo e Ex-Secretário de Agricultura e de Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Xico Graziano, publicou, nesta última terça-feira (21), um artigo na sua coluna do jornal O Estado de S. Paulo. Intitulado “Café do Cerrado Mineiro”, o artigo destaca o trabalho realizado pela Federação dos Cafeicultores do Cerrado, com sede em Monte Carmelo (MG).

A Federação que agrega 2.500 cafeicultores em 55 municípios, coordena a cafeicultura do Cerrado mineiro. Atualmente, são 170 mil hectares ocupados com a colheita, basicamente, mecanizada. Durante a seca, os cafezais recebem irrigação por gotejamento rasteiro, molhando as raízes debaixo da copa, por aspersão, ou esguichando por cima das plantas. Esse novo paradigma promovido pelo Cerrado mineiro, no qual os produtores se estruturam em sete associações, oito cooperativas e um órgão de pesquisas, deu certo; os produtores receberam a primeira certificação por origem geográfica no Brasil. Com 52,7% da colheita, o Estado de Minas Gerais firma-se como o maior produtor brasileiro de café.

Clique aqui e acesse o artigo na íntegra.

Para mais informações e outros artigos, visite o site: www.xicograziano.com.br

Fonte: www.xicograziano.com.br

Quer saber mais sobre café? leia as matérias:

CAFÉ ORGÂNICO: CONVERSÃO AGREGA VALOR

CAFÉ: TÉCNICA ORGÂNICA RENDE PREÇO ACIMA DE MERCADO

Share your thoughts