Austrália e Nova Zelândia lançam selo de Comércio Justo

A organização de comércio justo de Austrália e Nova Zelândia (Fairtrade ANZ) anunciou que as vendas no varejo dos produtos do Comércio Justo certificados incrementaram quase em 200% entre 2009 e 2010, totalizando UA$ 150.000.000. Também anunciou a introdução de um novo selo mais internacional que será utilizado numa gama de comunicações, incluindo o site.

Comércio Justo ANZ indica que houve uma explosão nas vendas de chocolate certificado que superou, em Austrália, as vendas de café. O fato aconteceu depois de Cadbury e Whittakers anunciaram seus compromisso com o Comércio Justo e a introdução também de leite certificado.

O café é o produto de Comercio Justo com maior venda na Nova Zelândia e na Austrália, enquanto as de chá cresceram num 45%. O número de empresas certificadas como Comércio Justo nos dois países aumentou entre 2009 e 2010 em 45%. Incrementou-se também o reconhecimento pelos consumidores do selo de Comércio Justo e a gama de produtos assim certificados continua expandido para incluir café, chá, produtos de chocolate e cacau, bolas esportivas, algodão, arroz, açúcar e quinoa. Entre os novos produtos recentemente introduzidos estão as nozes, bolos, tortas, banana e chocolate.

“Tanto na Austrália e na Nova Zelândia, as grandes redes de varejo dão apoio contínuo aos produtos de Comércio Justo “, disse a responsável pelas operações da certificadora Fairtrade ANZ. “Na Austrália, os varejistas, Aldi, Coles e Woolworths oferecem agora uma boa selecção de produtos certificados como chá, café e chocolate.”

A certificadora europeia de comércio justo Flo, indica que em 2009 o Japão tinha vendas estimadas em 11.283 milhões de euros. Na Ásia, particularment na Coreia do Sul as vendas e produtos do Comércio Justo são muito vendidos assim como em Cingapura, Hong Kong, China, Malásia, Indonésia, Índia, Sri Lanka e Vietnã.

fonte: Organics and Wellness News

Share your thoughts