Brasil se consolida como maior reciclador mundial de alumínio

O Brasil vem se consolidando como líder mundial em reciclagem de diversos materiais, como as embalagens vazias de agrotóxicos e, por nove anos consecutivos, as latas de alumínio. Agora, o país sai na frente na produção do chamado “alumínio verde”. O consultor de meio ambiente e sustentabilidade, Maurício Born, coordenador do grupo de trabalho de mudanças climáticas da Abal (Associação Brasileira do Alumínio), diz que o primeiro levantamento, focado na cadeia de valor, acaba de ser concluído. E, agora, ele passará a ser estendido às areas de impactos ambientais no ciclo de duração e uso do material. As conclusões do recém elaborado “Inventário Brasileiro de Emissões de GEE”, mostram que o alumínio do Brasil é mais “verde” que o dos outros países. Os dados revelam que, para a produção de uma tonelada de alumínio primário, a média mundial de geração de CO² é de 7,1 toneladas, enquanto no Brasil, a produção de uma tonelada do metal resulta na emissão de 2,6 toneladas de CO², ou seja, uma vantagem de 3 para 1 a favor do material brasileiro. Roberta Soares, gerente de negócios de reciclagem da “Novelis”, líder mundial em laminados e em reciclagem de alumínio, diz que, além das vantagens ambientais, a produção de latas com material reciclado gera uma economia de 95%, na comparação com o uso do alumínio primário.

Fonte: http://tvterraviva.band.com.br/conteudo.asp?ID=422200

Share your thoughts