Carne sustentável e e-commerce tendências para 2016

fonte: Korin
fonte: Korin

Um relatório da firma de pesquisa de mercado, Mintel, revelou que os processadores de carne devem focar em produtos sustentáveis e buscar desenvolver uma via de e-commerce para 2016. Produção pecuária de fontes sustentáveis, junto com a crescente demanda por compras online, foram as duas principais tendências destacadas pelo Mintel em seu relatório anual sobre tendências de alimentos e bebidas para 2016.

A carne que é boa para o meio-ambiente com claros padrões de bem-estar foi uma preocupação vital para os consumidores, disse o relatório, que afirmou que os consumidores de carne bovina, suína e de aves “estão preocupados com o desperdício de alimentos”. A tendência de produtos bons para o meio-ambiente é uma preocupação nos Estados Unidos e na América do Sul, enquanto Europa e Austrália – com padrões mais altos de bem-estar animal – demonstraram que os produtos sustentáveis já estão à frente no pensamento dos consumidores.

O relatório informa também que os consumidores de Estados Unidos, Europa e Austrália estão migrando dos “cartões aos cliques”, o que significa que os processadores de carne e açougues devem considerar diversificar seus negócios visando aproveitar o potencial do comércio eletrônico para continuarem comercialmente viáveis. Como ponto de referencia, a indústria global de e-commerce teve um valor de US$ 1,5 trilhão em 2014 e o mercado deverá continuar crescendo no próximo ano, de acordo com a companhia Criteo. “Apesar de a internet ainda não ter mudado muito no setor de compras de alimentos, inovações estimulam os consumidores a pensar fora das tradicionais lojas físicas de varejo”.

Fonte: http://www.globalmeatnews.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

fonte: BeefPoint