Clorin ganha destaque nos lares e empresas brasileiras

Com o objetivo de tornar a água potável e própria para consumo, a fim de atender às necessidades das Forças Armadas, garantindo que os soldados em treinamento pudessem consumi-la direto da natureza sem o risco de contrair doenças, foi que, em 1972, surgiu o primeiro produto da marca, o Clorin 1. Essa solução é até hoje utilizada tanto pelo Exército, como pelos praticantes de esportes, camping, atividades ao ar livre, entre outros públicos.

Depois de adquirir os direitos sobre a marca, fabricação e comercialização a partir do Clorin 1, a empresa Acuapura foi desenvolvendo toda a sua família de produtos. Desta forma, a empresa assumiu a missão de contribuir para a promoção de um impacto positivo na saúde da população, mediante o acesso à alimentos, água, superfícies e utensílios desinfetados com praticidade, eficácia e principalmente segurança, a partir de soluções responsáveis direcionadas tanto para o varejo, quanto para empresas e indústrias.

Atualmente, a empresa tem a mais completa, melhor e mais segura solução de desinfecção do mercado. Seus produtos têm como grande diferencial o Dicloro-S-Triazinetrione de Sódio, um componente orgânico de forte ação germicida aprovado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), além de ser o único desinfetante do mercado com o selo IBD como insumo aprovado para uso na sanitização de produtos orgânicos.

O IBD é a maior certificadora de produtos orgânicos e sustentáveis da América Latina, é a única empresa 100% brasileira de certificação de produtos orgânicos e biodinâmicos e de certificação de produtos de agricultura sustentável, socioambiental com reconhecimento internacional. A certificação de insumo aprovado para orgânico, significa que os componentes desenvolvidos para as pastilhas Clorin, não deixam resíduos tóxicos, sendo eliminados totalmente do alimento, água e superfícies após a desinfecção, sem a necessidade de enxágue.

Os tradicionais desinfetantes líquidos do mercado possuem solução à base de Hipoclorito de Sódio (água sanitária – cândida) e exigem enxágue cuidadoso após o uso, o que acaba contaminando novamente o alimento através das bactérias presentes na água.

Além disso, ao higienizar frutas, legumes, verduras ou hortaliças orgânicas com qualquer produto composto por Hipoclorito de Sódio, eles perdem suas características já que recebem um insumo inorgânico que os contamina e deixa resíduos químicos aliados a forte odor e sabor.

Em 2020, após testes realizados pela Unicamp, os produtos também receberam o selo de eficácia comprovada contra o Coronavírus, consequentemente, no Rio de Janeiro, por exemplo, um dos principais produtos, o Clorin Salad (criado para a desinfecção de hortfrutícolas) foi responsável pela alta no faturamento da empresa em 77% em plena pandemia. Atualmente, em 2022, a empresa espera aumentar também o faturamento em todo seu mix para os diversos segmentos atendidos.

Fonte: Monitor Mercantil

Leia outras matérias relacionadas:

AcuaPura divulga solução orgânica para limpeza de água e alimentos