Brasil tem primeiro sistema de comércio justo e solidário do mundo

Nosso país possui o primeiro Sistema de Comércio Justo e Solidário do mundo, graças ao decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante a reunião plenária do Conselho Nacional de Economia Solidária (CNES), realizada dia 17 de novembro em Brasília (DF).

Na solenidade o presidente Lula indicou que desta maneira “será possível consolidar e ampliar as políticas públicas para o setor e tornar perenes as conquistas dos trabalhadores brasileiros”. Na oportunidade,  foi assinado decreto instituindo o Programa Nacional de Incubadoras de Cooperativas.

O Sistema Nacional do Comércio Justo e Solidário é um conjunto de parâmetros a serem seguidos na execução de políticas públicas voltadas à geração de trabalho e renda por meio de ações de promoção da economia solidária e do comércio justo. Entre seus objetivos estão: apoiar processos de educação para o consumo com vistas à adoção de hábitos sustentáveis e à organização dos consumidores para a compra dos produtos e serviços do comércio justo e solidário; fortalecer uma identidade nacional de comércio justo e solidário, por meio da difusão do seu conceito e do exercício das práticas que lhe são inerentes; e favorecer a prática do preço justo para quem produz, comercializa e consome.

A economia solidária, afirmou o presidente, é uma alternativa para a geração de emprego e renda, além de importante saída para incentivar o pais a adotar hábitos sustentáveis de comércio, que seja justo e solidário. Desde 2003 o Brasil é referência mundial , quando foi criada a Secretaria Nacional de Economia Solidária ao instituir o governo  um diálogo permanente com a sociedade civil para construir as políticas públicas necessárias.

O áudio do discurso do Presidente está disponível em: http://blog.planalto.gov.br/economia-solidaria-brasileira-e-exemplo-para-o-mundo/

fonte:  Blog do Planalto

Share your thoughts