Como saber se um alimento é orgânico de verdade?

o-que-sao-produtos-organicos-748x498

imagem: Revista Donna

 

No Rio Grande do Sul, está previsto para começar agora no segundo semestre projeto-piloto de um programa de análise da produção orgânica. A ação foi encabeçada pelo Ministério da Agricultura e conta com apoio de instituições de extensão rural e de universidades. Inicialmente, a ação irá fazer avaliações de resíduos químicos em produtos de origem animal. A previsão é que em 2017, o programa já se estenda por todo o país. Além dos avanços com relação ao território o projeto é também já estar avaliando itens de origem vegetal.

 

“O mercado de orgânicos está crescendo muito. O volume de produção está cada vez maior. A intenção é ampliar as estratégias para controle e garantia da qualidade dos alimentos.” – afirma o agrônomo José Cléber Dias de Souza, fiscal agropecuário do Ministério da Agricultura no Estado.

 

Hoje, existem três formas de registro e controle da produção orgânica no País. A legislação, atualizada em 2011, prevê: a certificação de terceira parte (certificadora credenciada pelo Inmetro); a certificação participativa (associação constituída), e; organismo de controle social (agricultores familiares que fazem a venda direta para o consumidor). O Rio Grande do Sul tem 1.831 unidades de produção orgânica credenciadas, das quais 805 por certificação de terceira parte.

 

Em todas as modalidades, a produção tem acompanhamento sistemático. “O que buscamos são instrumentos que previnam eventuais problemas”, resume Souza. As análises de produtos orgânicos são feitas hoje somente mediante denúncias ou suspeitas de irregularidades.

 

“Existe uma responsabilidade civil na produção orgânica. O próprio processo acaba se encarregando de excluir pessoas de má-fé ou com falta de conhecimento das boas práticas”, destaca o agrônomo Ari Uriartt, responsável pelas áreas de agroecologia e de produção orgânica da Emater. Para Uriartt, a eliminação de riscos é uma forma de ampliar a garantia da qualidade da produção orgânica reduzindo, assim, brechas para aproveitadores.

 

Fonte: Zero Hora

 

                                                            Para saber mais:

Campanha alerta sobre autenticidade de produtos orgânicos no mercado – OrganicsNet

Campanha pela certificação de orgânicos combate informalidade no setor – OrganicsNet

CI Orgânicos lança campanha contra invasão de supostos produtos orgânicos no mercado – OrganicsNet