Consumo de alimentos orgânicos beneficia a saúde

Consultora do Sebrae ministrou treinamento de técnicas de colheita do morango na fazenda Pindorama

O cultivo de produtos orgânicos tem como principal objetivo melhorar a qualidade de vida e proporcionar maior sustentabilidade para os agricultores e consumidores. Na região de Vargem Grande do Sul há 5 anos existe um grupo de fazendeiros e sitiantes que cultiva este tipo de alimento em suas propriedades.

Associação Verde Vivo foi montada através de uma ação do Sebrae para incentivar a agricultura orgânica na região. De acordo com a presidente Luciana Silva Telles, a junção dos produtores foi uma alternativa de trabalho que proporcionou a certificação para a produção de orgânicos. Luciana explicou que a produção de alimentos orgânicos não se limita apenas a não usar agrotóxicos dentro do processo de cultivo, mas sim utilizar biofertilizante e também empregar técnicas de plantio e colheita diferenciadas.

“A certificação individual de um produtor é muito cara, porém, é Para Luciana, a falta de mão de obra comum e especializada é uma das principais dificuldades encontradas na agricultura. E no ramo de orgânicos isso não é diferente. “Já tentei trazer para Vargem cursos de especialização de horta orgânica em parceria com o Senar, mas não teve procura na cidade”, destacou. “Falta maior divulgação desta cultura na cidade e também na região.

Hoje existem vários projetos que apóiam a utilização dos alimentos orgânicos na merenda escolar, por exemplo, e esta pode ser uma alternativa para pequenos produtores que tenham interesse. A Verde Vivo está de necessária para trabalhar neste ramo. A certificadora ou o governo analisam os produtos e como são cultivados para emitir o selo de orgânico”, relatou.

“Todos os 16 produtores que formam a Verde Vivo são certificados, pois hoje é crime comercializar um produto como sendo orgânico e não possuir o selo que o identifique”, explicou a presidente. Luciana é a única produtora de orgânicos certificada de Vargem Grande do Sul e atualmente cultiva frutas, verduras, legumes e cebola na Fazenda Pindorama. “Desde 1997 trabalho no cultivo de orgânico. Comecei plantando cogumelo do sol, mas por ser um produto com alto valor agregado, eu tinha condições de pagar a certificação.

Em 2008 descobri a Verde Vivo e até hoje continuo com os trabalhos em grupo”, disse. Ela comentou que entre os projetos desenvolvidos pela associação está a venda dos produtos orgânicos em Vargem a partir do mês de abril. De acordo com a presidente, a Verde Vivo comercializa tanto hortaliças e frutas como também produtos industrializados em cidades como São João da Boa Vista, Águas da Prata, Poços de Caldas, Muzambinho e Caconde.

“Temos parcerias com outras associações que produzem orgânicos industrializados, como açúcar e achocolatado e isso vai proporcionar maior variedade para os vargengrandenses. Nós não venderemos cestas fechadas e as pessoas poderão consumir apenas os produtos que desejarem”, afirmou Luciana. Consultora do Sebrae ministrou treinamento de técnicas de colheita do morango na fazenda Pindorama Falta de mão de obra é uma das principais dificuldades portas abertas para quem tem interesse em participar deste ramo da agricultura”, finalizou.

Por: Rafaela Caio
Fonte:. Gazeta de Vargem Grande

Share your thoughts