Cultivo de alimentos orgânicos cresce cerca de 30% ao ano no Brasil

Foto: Sylvia Wachsner
Foto: Sylvia Wachsner

Alimentos orgânicos são cultivados sem a utilização de produtos químicos, adubos solúveis ou hormônios artificiais para promover crescimento. Com uma produção cercada de cuidados, esses produtos atraem cada vez mais consumidores.

Segundo Carlos Morais, extensionista rural da Emater do Paranoá (DF), o volume de produtos orgânicos comercializados no Distrito Federal deve ter crescido em torno de 30 a 40% no último ano.

O custo de produção de um produto orgânico é cerca de 30% mais caro do que o tradicional. Mesmo assim, os consumidores têm se mostrado dispostos a pagar mais para levar esses alimentos à mesa.

No Distrito Federal, de acordo com Éber Diniz, vice-presidente dos Produtores Orgânicos do DF, a cada 10 consumidores locais, seis estão dispostos a comprar um produto que, segundo ele,  pode ser um pouco mais caro, mas que possui a garantia da qualidade e da isenção de produtos agroquímicos.

Éber também afirma que a tendência é de que os preços diminuam com o aumento da demanda. “Hoje, de fato, a gente tem um custo maior. A partir do momento que essa demanda vai aumentar, o preço final do produto tende a declinar um pouco”.

Ming Liu, coordenador executivo da Organics Brasil, explica que o setor de produtos orgânicos está se expandindo em direção à indústria. “O setor vem se formalizando e vem crescendo a cada ano. Hoje essa cadeia se expande para o processo de industrialização e isso traz valor para dentro da cadeia”, afirma Liu.

“A informação de como produzir já existe, os agricultores sabem o que produzir e como produzir. É preciso que a população procure esses produtos.”

Carlos Morais, extensionista rural da Emater do Paranoá – DF

Para que um produto seja considerado orgânico, ele deve atender a todos os princípios estabelecidos na Lei Federal 10.831 de 23 de dezembro de 2003. A identificação do produto orgânico é feita por meio do selo do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica (SisOrg) do Ministério da Agricultura. No caso de agricultores familiares, que oferecem seus produtos para venda direta ao consumidor, a certificação orgânica é feita através do Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos do Ministério da Agricultura (MAPA). As informações completas sobre regularização da produção orgânica podem ser encontradas no site do MAPA.

Para assistir o vídeo com a reportagem completa clique na imagem abaixo

video-organicos

Fonte: Band Terra Viva

Veja outras matérias similares: 

Millennials: a geração que está impulsionando o consumo de alimentos orgânicos

Coordenadora do CI Orgânicos ressalta a importância sobre campanha do selo orgânico

Alimentos orgânicos avançam na contramão da crise

Cresce o consumo de alimentos orgânicos