Exportações de orgânicos do Brasil cresceram 15% em 2015, diz entidade

FFoto_divulgação

As exportações de produtos orgânicos por 77 empresas brasileiras associadas ao Projeto Organics Brasil totalizaram US$ 160 milhões no ano passado. O resultado é um aumento de 15% em relação ao ano anterior.

Segundo Ming Liu, coordenador-executivo da Organics, que trabalha para a promoção dos produtos orgânicos brasileiros no mercado internacional, a grande surpresa foi o surgimento da China como 4º maior mercado mundial de orgânicos em 2015, atrás apenas dos Estados Unidos, Alemanha e França.

“Mas os Estados Unidos representam pouco mais do que metade do mercado global e continua sendo a referência em termos de lançamentos e inovação no setor”, disse ele.

O mercado global atingiu a marca de US$ 72 bilhões, com crescimento de 11,5% em comparação com 2014.

PERU

Já as exportações de produtos orgânicos no Peru, fechou 2013 em US $ 263.500.000, o que representou um aumento de 5% em relação ao ano anterior, e em 2014 subiu para cerca de US $ 300 milhões, segundo as estimativas da Comissão Promoção do Peru para Exportação e do Turismo (PromPeru).

 

Deve notar-se que as cinco principais exportações orgânicos são banana, café, cacau, quinoa e maca, o que representa 83,9% das vendas no exterior.

No entanto, esse grupo, o café era o único produto que mostrou uma queda nas exportações durante o último ano (-23%), devido ao impacto negativo da praga da ferrugem.

Porém, apesar do país ser significativamente menor do que o Brasil, conseguiu exportar, em 2013, quase US$100 milhões mais que o Brasil.