Feira em Sergipe ganha apoio

Parceria entre Cohidro e Seides nas Feiras da Agricultura Familiar continua em 2012

Foto: Ascom/ Cohidro

Parceira da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides) em diversos projetos, a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) mantém o apoio na realização das Feiras da Agricultura Familiar ao longo deste ano. Promovidas pela Seides, as feiras vão acontecer, ao todo, em 14 municípios sergipanos. Até o momento as cidades de Ribeirópolis, Socorro, Lagarto e Aracaju já recebem edições do evento.

A primeira feira de 2012 aconteceu na última quinta, 5, na área externa da Seides, em Aracaju. Focada na venda de produtos orgânicos (sem agrotóxicos), a feira acontecerá a cada 15 dias sempre no mesmo local. Nela, os consumidores podem comprar frutas, verduras, legumes, derivados do leite, mel e mangaba, além de doces artesanais e outros itens. Os agricultores garantem o lucro integral com a venda de seus produtos, já que não há atravessadores e eles mesmos negociam com o consumidor final.

Entre os comerciantes, ganha destaque seu Delfino Batista, pequeno produtor orgânico do perímetro irrigado Piauí, administrado pela Cohidro na cidade de Lagarto. Comandada por Delfino e sua esposa, dona Josileide, a barraca dos orgânicos de Lagarto era de longe a mais movimentada.

Foto: Ascom/Cohidro

“Venho em busca de qualidade de vida. Aqui encontro alimentos saudáveis, cultivados com cuidado, com carinho, sem agrotóxicos. Tenho certeza que estou fazendo a escolha certa. E a tenda de Delfino me chamou atenção pela qualidade dos produtos, sobretudo dos tomates. É difícil encontrar tomates orgânicos bonitos como os dele. Estão lindos”, elogia dona Augusta Macieira, aposentada e freqüentadora assídua da feira.

Para o agricultor familiar, o diferencial de sua barraca é a diversidade de produtos. “Nosso ponto se tornou conhecido. É difícil encontrar nas outras tendas a variedade de produtos que a gente traz a cada quinze dias pra Aracaju e também para as feiras do interior. Isso cativa o cliente”, acredita seu Delfino, que vendeu couve, tomate, cebolinha, coentro, macaxeira, dentre outros alimentos.

Importância da irrigação
A secretária-adjunta da Seides, Maria Luci Silva, percorreu toda a feira conversando com comerciantes e consumidores. Para ela, o sucesso da barraquinha de seu Delfino já era esperado. “Ele cultiva em um perímetro irrigado da Cohidro, onde é possível plantar e colher o ano inteiro com a ajuda da irrigação. Não importa se é verão ou inverno, o produtor sempre tem possibilidades de trabalho. Delfino foi o único a trazer folhosos hoje, pois ele não tem problemas com períodos de seca como os outros tem. Seus produtos são os mais vistosos”, destaca Maria Luci.

Para dona Josileide, esposa de Delfino, nas feiras a venda é certa e o lucro, garantido. “Nós chegamos carregados de produtos e voltamos quase sem nada. O pouco que sobra, doamos a quem precisa. Nós vendemos muito bem. É um estímulo para continuarmos apostando nos orgânicos. Queremos continuar participando das feiras este ano e aumentar ainda mais nossa participação, com o apoio dos órgãos envolvidos”, torce a agricultora.

Programação
A Feira da Agricultura Familiar acontece semanalmente na cidade de Ribeirópolis, às quintas-feiras, a partir das 15h, na praça da prefeitura. Já em Lagarto, é realizada todos os sábados a partir das 8h, na praça Filomeno Hora. Nas duas, são vendidos produtos orgânicos e convencionais. Em Aracaju, a feira acontece quinzenalmente, no período da manhã, na área externa da Seides, na rua Santa Luzia, 680, bairro São José, com a venda exclusiva de alimentos orgânicos.

A expectativa é que, a partir da segunda quinzena de janeiro, as cidades de Umbaúba, Canindé do São Francisco e Boquim entrem no circuito das feiras. “A previsão é que, no meio do ano, elas já estejam acontecendo em todos os 14 municípios programado inicialmente”, revela o engenheiro agrônomo da Seides, Eudas Feitosa.

Parcerias
Além da Cohidro, apóiam a iniciativa órgãos como Emdagro, Banese, Banco do Brasil e o Sebrae. De acordo com a secretária-ajunta da Seides, as parcerias são fundamentais na realização dos projetos. “Nossa grande preocupação é não trabalhar sozinhos, e sim de forma articulada, intersetorial. O apoio de parceiros como a Cohidro é importante, não só na realização das feiras, mas na concretização de outros projetos”, ressalta Maria Luci.

Segundo o presidente da Cohidro, Mardoqueu Bodano, é uma satisfação para a empresa participar dos projetos assinados pela Seides. “São iniciativas voltadas para a comunidade, sobretudo a mais carente. As Feiras da Agricultura Familiar levam qualidade de vida à população, que consome produtos mais saudáveis, e ao pequeno produtor rural, que consegue plantar, colher e vender toda sua produção. A Seides tem nosso apoio não apenas nesse projeto, mas em todo e qualquer outro voltado para o bem estar social”, declara Bodano.

Fonte:. Agência Sergipe de Notícias

Share your thoughts