Fórum Internacional de Grãos Orgânicos debate o cenário global do setor

Fotografia: Raiar Orgânicos.

A Folio, rede de produtores de grãos orgânicos e de pesquisadores, idealizada pela Raiar Orgânicos, realizará em Avaré (SP), no próximo 17 de dezembro, sua primeira conferência internacional para a produção de grãos e proteínas orgânicas.

O evento vai contar com a participação de agricultores e importantes players do mercado nacional e terá como convidados internacionais as americanas Perdue, um dos maiores produtores de grãos e proteína animal orgânicos nos EUA, e a Mercaris, referência em dados de mercado e preços de grãos orgânicos naquele país.

O encontro – o primeiro com essa temática realizado no País – abordará o cenário global para as proteínas orgânicas e os caminhos traçados para o futuro, incluindo a redução na emissão de gases do efeito estufa por meio do uso de tecnologias que promovam insumos verdes.

Ainda durante o evento, serão apresentados números preliminares de plantio e colheita de soja e milho orgânicos do país para a safra 2021/22.

Tecnologia e inovação

Segundo Luis Barbieri, sócio-fundador da Raiar Orgânicos, o encontro é resultado do primeiro ano de trabalho da rede de produtores de orgânicos e de pesquisadores da Folio para o desenvolvimento de tecnologias e compartilhamento de informações do campo. “Acreditamos numa agricultura orgânica, sustentável e em escala”, diz o executivo.

Barbieri destaca o papel do setor no combate ao aquecimento global. “A agricultura regenerativa é a chave para aumentar o sequestro do CO2 e outros gases nocivos ao planeta, substituindo insumos químicos da fertilização, que são grandes consumidores de energia, pela recuperação de áreas degradadas e o cuidado com a saúde do solo.”

Recentemente, a Folio foi premiada e selecionada para o programa de inovação social MIT Solve – Resilient Ecosystems, do Massachusetts Institute of Technology, pelo desenvolvimento de um banco de sementes para adubação verde como contraponto aos fertilizantes químicos necessários para a planta crescer.

Desafio

Conhecido como “celeiro” do mundo, o Brasil enfrenta o desafio de elevar sua produção de alimentos em meio a mudanças climáticas globais sem precedentes.

A agricultura convencional é responsável pela emissão de até 37% na emissão dos gases-estufa no planeta.

Mais informações sobre a conferência: falecom@raiarorganicos.com.br .

Fonte: Raiar, com informações de assessoria

Equipe SNA