Nasce uma nova entidade representativa de produtores orgânicos nos EU

rodale

Entidades  como  Dr. Bronner, marca líder norteamericana de sabão e de produtos orgânicos de higiene corporal, o Instituto Rondale e a OSGATA, associação de  produtores de sementes orgânicas fundam a Organic Farmers Association. A nova entidade nasce em  oposição ao papel assumido pela tradicional entidade que reúne produtores orgânicos,  OTA, à lei de rotulagem de produtos geneticamente modificados, OGM.  Mais de 60 grupos que incluem as  principais organizações sem fins lucrativos de consumo orgânico, como o Centro de Segurança Alimentar, Associação de Consumidores Orgânicos, Food Democracy Now, Instituto Cornucopia, e Food & Water Watch, não fazem mais parte da OTA.

O cancelamento da filiação cita a posição dessa associação à rotulagem dos OGM, recentemente aprovada pelo governo  que vai em contra dos princípios fundamentais que orientam o movimento orgânico.  A lei permite que os alimentos sejam “marcados  como geneticamente modificados ” por meio de um sistema digital de códigos QR, que só pode ser acessado se o consumidor tem um smartphone  e conectividade de internet confiável.

Adicionalmente indicam que a Organic Trade Association está cada vez mais influenciada pelas grandes companhias de alimentos como Smuckers, General Mills e Kraft que investem  apenas um pequeno porcentagem de seus negócios em marcas orgânicas.

A nova entidade representativa, lançada pelo Instituto Rodale, a principal organização de pesquisa de agricultura orgânica do mundo, e apoiada por Dr. Bronner, vai ter sua sede em Washington e espera-se possa fornecer uma voz aos agricultores orgânicos sobre questões de política e servir como um centro de recursos.

Leia a noticia completa: Living Maxwell