Novas maneiras de consumir alimentos

6967237233_07c9b43ee3

O Hartman Group, entidade de pesquisa dos Estados Unidos, acaba de publicar as tendências da maneira que as pessoas consomem seus alimentos, nos Estados Unidos.

Kroger, um dos principais varejistas norteamericanos indica que os clientes  tornaram-se mais imprevisíveis, em parte devido a redução da ajuda dada, aos mais necessitados, pelo governo. O gigante, Wal-Mart, registrou um declínio nas vendas de alimentos embalados em quanto  Amazon, expande sua presença virtual, agora também comercializando alimentos.  Veja algumas das tendências da cultura alimentar em 2013.

Lanches, a refeição moderna?

O consumo de lanches continua a crescer e  responde por mais de metade dos alimentos consumidos fora do lar,  tornando a própria palavra quase obsoleta. O que estamos acostumados a pensar como lanches, ou  alimentação entre as refeições, se transformou em algo tão freqüente e grande que são praticamente  refeições. As pessoas desejam consumir lanches saudáveis, menos processados,  ​​que sejam fáceis de transportar.

Mídia Sociais e a cultura alimentar

As pessoas consultam os sites de mídia social, em vez de dicas de culinária, resenhas de restaurantes ou receitas de alimentos. Os amigos colocam fotos de suas refeições no Facebook, enviam mensagens de texto aos membros da família, tomam fotos dos produtos nas prateleiras, enquanto fazem suas compras. As mídias sociais ampliam o poder de recomendações pessoais, e podem atingir  milhões de pessoas num dia.

Compras On-line

Se bem a Internet  permite que as pessoas possam ter informações dos alimentos de todo o mundo, sem sair de casa,  as compras on-line ainda não deslancharam, explica a pesquisa do Grupo Hartman.  No entanto, 2013  trouxe a tão esperada expansão do negócios  de alimentos, on-line, da Amazon.

9499575659_37294ebc90

Não é sobre o café

Com as tentativas do McDonald para competir com o café da Starbucks,  o Dunkin Donuts, que também comercializa café,  expande-se para o oeste dos Estados Unidos. Alguns chamam isso de “guerras de café “, mas a guerra fica, na verdade,  nos corações dos consumidores. Enquanto o café da Starbucks  é escuro e o de Dunkin é mais claro, os consumidores são atraídos mais pela experiência de consumir os produtos que a torrefação dos grãos.

Alimentos em todas as partes

Os consumidores estão dispostos a comprar alimentos em quase qualquer lugar, dos supermercados, a outro tipo de varejistas. Os novos padrões de compras atiçam à concorrência e permite  adquirir lanches em quanto as pessoas se deslocam e  montam suas refeições a partir de alimentos comprados em várias lojas.

Ganhando do Fast Food em seu próprio jogo

Alguns dos supermercados mais antenados como  Whole Foods, Wegmans, Central Market oferecem comida preparada, fresca e saudável que é fácil de comprar  e consumir.

Fonte: The Hartman Group. Leia a noticia completa em inglês.

 

Share your thoughts