O crescimento latino dos orgânicos

Na Argentina, a procura por lojas especializadas em produtos orgânicos vem crescendo. Em algumas regiões, como Chacarita, os produtores vendem suas frutas, legumes, e produtos orgânicos relacionados, diretamente com os consumidores duas vezes na semana em um mercado de comida especializada.

A Natural Deli, vendedora de café orgânico, e Granix, produtora de items de comida natural, fazem parte do grupo que opera nesse mercado.  No norte de Buenos Aires localiza-se outro mercado, com mais de 40 varejistas que vendem  de sobremesas a cereais.

Enquanto isso, no Peru, os supermercados iniciaram a divulgação de alimentos orgânicos com a etiqueta privada Balanze. A etiqueta Balanze representa bebidas e alimentos saudáveis. Existem 5 categorias de produtos que são atendidos pelo rótulo Balanze, são eles: compotas, massas orgânicas, cafés orgânicos, bebidas e bolos. Nos próximos 2 meses, 4 novas categorias serão lançadas.

No Panamá, pelo menos 15 novos restaurantes orgânicos foram abertos nos últimos anos. A maioria deles compra produtos de agricultores locais, utilizados para fazer pratos orgânicos saudáveis para panamenhos e estrangeiros. Arroz e bananas orgânicos vêm de Darien, legumes, carnes e produtos lácteos, de Cocle, café e alguns outros legumes de Chiriqui. A chefe Patrícia Miranda, dona do restaurante Cerro Brujo Goumert, diz que 85% de seus clientes são consumidores regulares de comida orgânica.

Fonte: Organic Monitor

Share your thoughts