Loading posts...
  • Em meio a maior demanda por bioinsumos, Korin anuncia ampliação de mercado em 50%

    Empresa avalia que demanda por produtos de melhoramento de solo e aumento de portfólio contribuíram para o resultado. Com crescimento de 50% em sua participação de mercado na área de bioinsumos na safra 2020/2021. Em comunicado, a empresa informa que o desempenho foi puxado pelos produtos de melhoramento de solo e ‘tratamento inteligente” de resíduos orgânicos par auso agrícola.

  • Mapa atinge marca de 50 especificações de referência para registro de defensivos biológicos

    Dois ingredientes ativos inéditos atuam sobre um alvo biológico que se alimenta das folhas de eucalipto e é considerada uma das principais pragas desses cultivos no Brasil.

  • Produto biológico inédito para controle do ácaro vermelho tem registro publicado

    Foram registrados cinco princípios ativos inéditos no Brasil, sendo três de origem biológica, que podem ser utilizados na agricultura orgânica, e dois de origem química.

  • Aquicultura pode crescer com bioinsumos

    O foco do programa está em incentivar o uso de elementos da biodiversidade brasileira para suprir diversas necessidades, O Brasil tem 265 defensivos biológicos, entre bioacaricidas, bioinsecitidas, biofungicidas e bioformicidas. Os outros 315 itens são inoculantes, um insumo biológico que contém micro-organismos com ação benéfica para o desenvolvimento das plantas.

  • Biológicos: proteína pode incrementar em 20% a produção

    Experimento em trigo é feito pela primeira vez no Brasil mas já tem resultados que comprovam aumento de produção. Ministério da Agricultura, busca incentivar a pesquisa e desenvolvimento de produtos que usem elementos da natureza em suas composições. Fungos, bactérias, microorganismos, insetos, ácaros, com uso adicional de substâncias derivadas tais como proteínas, açúcares e enzimas, prometem ser a 3ª onda da agricultura brasileira.

  • Crescem as vendas da Korin nas áreas de insumos e aditivos

    A Korin Agricultura e Meio Ambiente, braço de pesquisa, consultoria e produção de insumos da holding Korin Empreendimentos e Participações, dona de uma das marcas de frangos orgânicos mais conhecidas do País, deverá fechar 2020 com faturamento 103% superior ao de 2019 e prevê crescimento de outros 70% a 80% em 2021. A companhia não abre os valores absolutos, mas diz que são da ordem de dezenas de milhões de reais.  

  • “Bioinsumos movem R$ 1 bilhão no Brasil”

    Confira entrevista com Luiz Carlos Demattê Filho, CEO da Korin Agricultura e Meio Ambiente, onde revela o tamanho do mercado de bioinsumos no Brasil, e como o País está investindo através de um novo programa nacional para esse setor. Nessa entrevista ele fala ainda sobre o posicionamento da empresa no Brasil e os planos para o futuro.

  • Tratamento ecológico impede a ferrugem na soja

    Técnica impede que a disseminação da ferrugem nas lavouras agrícolas está sendo desenvolvido pela Amoéba, uma empresa francesa de produtos biotecnológicos. De acordo com a desenvolvedora, esse pode ser o primeiro produto desse tipo para controle da ferrugem asiática na soja. 

  • Utilização de bioinsumos é ‘o presente e futuro da agricultura sustentável’

    A agricultura é a indústria mais importante do mundo, que representa mais de 2,4 trilhões de dólares e empregando um bilhão de pessoas, sendo responsável pela produção dos alimentos consumidos em todo o planeta.

  • SNA e CI Orgânicos promovem debate sobre bioinsumos no Green Rio

    O crescimento e o potencial do mercado de bioinsumos e seu impacto na agricultura sustentável serão alguns dos temas em debate na Conferência Green Rio (23 a 25 de maio). O painel “Bioinsumos e Agricultura Sustentável”, programado para o dia 23, às 14h, será mediado pela coordenadora do Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos) da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA).