Venda de produtos orgânicos cresce 157% em 10 anos em todo o mundo

                      pao-acucar-supermercado-sao-paulo-20090219-size-598

A comercialização de produtos orgânicos no mundo cresceu 157% nos últimos 10 anos, superando os US$ 70 bilhões. Os dados são do último relatório sobre tendências na agricultura global, realizado pelos institutos Research Institute of Organic Agriculture (FiBL) e International Federation of Organic Agriculture Movements (Ifoam). A busca por mais qualidade de vida faz com que os consumidores busquem cada vez mais alimentos produzidos sem uso de agrotóxico e respeitando os organismos.

No Brasil, décimo do mundo com mais solo dedicado a esse tipo de agricultura (705 mil hectares), a saudabilidade foi parar nos pratos dos brasileiros e se transformou em um negócio milionário. Com o aumento dos adeptos da alimentação saudável, cresce também a exigência por mais categorias de produtos orgânicos. Em pesquisa realizada por Tiendo em 2014, com usuários da América Latina, Inglaterra e Espanha, 38% afirmaram que gostariam que as empresas oferecessem mais opções de “produtos ambientalmente responsáveis”.

Apesar do progressivo aumento da consciência ambiental e da demanda, o setor ainda não se constitui como uma prioridade para os produtores e consumidores. Nos Estados Unidos e Canadá, a venda de orgânicos representa 4% do total; e na Europa, somente 1%. Além disso, segundo FiBL e IFOAM, apenas 1% da terra agrícola mundial é orgânica. A maior parte deste solo está na Oceania (40,2%), continente com mais terras dedicadas a este tipo de cultivo. Em seguida estão Europa, América Latina, Ásia, América do Norte e África.

Fonte: Site Mundo do Marketing