Wal-Mart compromete-se com a sustentabilidade

Wal-Mart indica que seu compromisso global fortalecera as economias locais e proporcionara aos clientes ao redor do mundo acesso a produtos com preços acessíveis, e alimentos frescos alta qualidade.

A estratégia  é dividida em três grandes áreas, cada uma com objetivos específicos de apoio para ajudar a empresa a medir e relatar o seu progresso. Estima-se que ao final de 2015 o varejista estará vendendo USD 1 bilhão em alimentos provenientes de muitos produtores de pequeno e médio porte localizados nos mercados emergentes.

Wal-Mart estima capacitar 1 milhão de produtores e trabalhadores rurais em áreas como a seleção de culturas e práticas agrícolas sustentáveis;  acredita-se que a metade dos formados sejam mulheres, e incrementar entre 10 a 15%  a renda dos pequenos e médios fornecedores. Nos EUA, a Wal-Mart espera dobrar sua venda de produtos de origem local.

Produzir mais alimentos com menos recursos e menos desperdício.

Pela primeira vez Wal-Mart solicitara aos fornecedores a redução da água, energia, fertilizantes e pesticidas que utilizam na produção dos alimentos.  O desperdício de alimentos em suas lojas também encontram-se entre as metas estabelecidas.

Wal-Mart vai focar em dois dos principais contribuintes para o desmatamento global: a produção de óleo de palma e a produção de carne bovina. Até o final de 2015 serão exigidos o fornecimento do óleo de palma de origem sustentável para todos os produtos da marca Wal-Mart.

A empresa continuara com prática já existente no Brasil de adquirir carne do fornecedores que não contribuem para o desmatamento da floresta amazônica. Para os mercados globais também foram estabelecidos compromissos específicos para cada país. Por exemplo, na Índia,  50% de seus produtos frescos serão fornecidos  através do seu Programa de Fazenda, na China,  15% dos produtos orgânicos virão da Fazenda Verde cuja produção e certificada.

Fonte: Wal-Mart Corporativa

Share your thoughts